Slideshow

História, Mulher so séc. XXI e o Poder

A nova mulher pós-moderna é mãe, esposa, dona de casa, empresária, empreendedora, arrimo de familia, e por que não Presidente da República?[...]

Leia mais!

Crônicas de uma Julieta do séc. XXI

Julieta Augusta era como toda jovem do séc XXI, principalmente no quesito resvoltada sem causa. Aliás não diria que faltasse motivos para revolta já que sua mãe teve a infeliz ideia de lhe presentear com um nome duplo.[...]

Leia mais!

Crônicas de uma Julieta do séc. XXI - 2ª parte

Na teoria as coisas sempre funcionam melhor que na prática e não seria diferente no caso de Julieta e Carlos. Neste ponto é preciso abrir um[...]

Se você gostou,

Leia mais!

Curiosidades da História da Publicidade no Brasil

A década de 80 seria a década da mais rápida e de definitiva transformação econômico-política internacional de que se teve notícia no século. O começo dos anos 80 seria o início do amadurecimento do mercado editorial brasileiro, em termos mercadológicos.[...]

Leia mais!

Rock In Rio 2011: Novidades do Fsetival

O Rock in Rio completou no início deste mês 26 anos desde sua estreia , em 1985. Neste meio tempo, foram muitas histórias e momentos inesquecíveis que transformaram toda uma geração[...]

Leia mais!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Faces e fases de Márcia Canêdo


Quem me conhece e freqüenta minhas redes sociais já deve ter percebido como gosto de tirar fotos.... Bom neste ponto cabe uma explicação. Nem sempre foi assim... ao contrário detestava  ser fotografada e confesso que mesmo agora ainda não me acho fotogênica.. porém no período de faculdade de jornalismo acabei me acostumando e tomando gosto. Principalmente por auto-retratos onde costumo dizer que minhas fotos falam, pois ali onde apenas eu e câmera interagimos saem fotos genuinamente expressivas.

Este vídeo foi presente que recebi cerca de quase um mês atrás. Feito pelo meu querido Coubert Garcia que, vendo minhas tantas fotos quis me fazer esta homenagem preparando-o com duas músicas que adoro. No total de 68 fotos reunidas  aleatoriamente sem ordem cronológica alguma, o vídeo mostra diversas Faces e Fases minhas.... cabelos curtos, longos, morena, loira, escovados ou molhados.... lindamente maquilada ou de cara limpa .... sorrisos..biquinhos... risadas.... momentos felizes ... outros muitos emocionantes de minha vida.... sozinha.. com amigos pra lá de queridos (irmãos por afinidade) .... com a família.. montagens que recebi de presente..outras feitas por mim mesma...

Enfim a partir dessa coletânea  recebi este delicioso presente do Coubert e da mesma forma que é gostoso receber mimos melhor ainda é dar créditos a quem merece e por todo este carinho que ele demonstra por mim( e que é correspondido)  nada mais que merecido publicá-lo . Já falei isso a ele, mas como nunca é demais.... Ameiiiii o mimo meu anjo!!





Fonte: Arquivo Pessoal 
Vídeo preparado por Coubert Garcia

Márcia Canêdo

By JORNALISMO ANTENADO with 10 comments

sábado, 15 de outubro de 2011

Doidas e Santas - Martha Medeiros


Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem o amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar “the big one”, aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá pra ocupar uma vida, não é mesmo? 


Mas além disso temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir, às vezes, que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar uma cafetina, sei lá, diga ai uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha. Eu só conheço mulher louca. 

Pense em qualquer uma que você conhece e diga se ela não tem ao menos três destas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante. Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. 

Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira pra ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Ma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo: só sendo louca de pedra." 


Fonte: Doidas e santas - Martha Medeiros


A Martha Medeiros é certeira em suas colocações. Este texto por exemplo me chamou a atenção  a tempos quando o recebi por e-mail e desde então venho sempre dizendo que ainda o postaria no meu bloguer. 
Santa eu?! Nunca poderia me auto definir assim...e não que não tenha fé em meu coração mas, porque vivo  minhas crenças de forma diferente de muitos que me conhecem.
 Doida???? De pedra... ainda mais se considerar que encaro qualquer desafio que me for apresentado ,  que não recuo diante de um obstáculo , amo, choro, dou gargalhadas, vivo cada dia intensamente porque a vida é muito curta e o tempo que ainda temos neste plano  é algo que não podemos mensurar. 
E você é doida ou santa?!  


Márcia Canêdo

By JORNALISMO ANTENADO with 9 comments

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Quando o Humor ultrapassa o grotesco

Qual a tênue separação entre humor e grosseria? O humorista stand up e apresentador Rafinha Bastos ultrapassou todos os limites em mais uma de suas “brincadeiras de mau gosto", desta vez o problema foi com a cantora Wanessa Camargo. Humor ácido ou grosseria gratuita travestida de piada, não importa a forma como seja interpretada, fato é que custou o afastamento do humorista no programa CQC apresentado pela rede de tv Bandeirantes. Os moldes pelo qual o programa é baseado prima pelo fato de seus apresentadores e repórteres conseguirem fazer piadas críticas e inteligentes com astros da mídia e políticos de nosso cenário nacional. Inteligentes, bem humorados, críticos ao extremo .... estas são algumas das características dos membros do CQC , porém, até que ponto a brincadeira acaba se tornando uma grosseria gratuita é que fica a reflexão.


Segundo a REVISTA VEJA SÃO PAULO “Rafinha não quis comentar a repercussão do caso e limitou-se a dizer: “Sou comediante, faço piada. Acho a discussão válida, mas outras pessoas podem comentar melhor sobre o assunto”. Mas não há muito que discutir. E seus próprios colegas de bancada no CQC acham isso. “Não gostei, isso não é piada, não se encaixa na categoria humor. É uma deselegância, uma agressão gratuita. Ele foi infeliz”, diz o comandante da atração, Marcelo Tas. “Acho que o CQC precisa superar a adolescência, passar dessa fase de rebeldia sem causa”, completa.”

 Há alguns meses Rafinha já havia provocado muito mal-estar principalmente junto ao público feminino. Em uma apresentação stand up teria feito a seguinte declaração: “Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra c... Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus”. Esse absurdo de grosseria rendeu ao humorista uma reprimenda do Conselho Estadual da Condição Feminina de São Paulo que entrou com uma representação no Ministério Público Estadual. O final dessa história ainda não sabemos porém,  já no que diz respeito a TV Bandeirantes acharam por bem afastá-lo por tempo indeterminado do programa. Também segundo a Revista Veja “O afastamento foi confirmado pelo colega Danilo Gentili. Por telefone, o humorista se limitou a dizer "sim" quando questionado sobre a saída temporária de Bastos.”


   Márcia Canêdo

Fonte: Revista Veja São Paulo 

By JORNALISMO ANTENADO with 12 comments

    • Popular
    • Categorias
    • Arquivos